Google+

Apoio:

Parceiros:

Vale vaga na Sul-Americana: veja o guia da primeira Copa Verde

27-01-14_-_sarraf_-_charles_1

Tradicionais Paysandu e Remo vão disputar a primeira edição da Copa Verde (Foto: Tarso Sarraf/O Liberal)

Competição começa a ser disputada nesta terça-feira e vai até o dia 09 de abril, com
a participação de 16 clubes das regiões Norte, Centro-Oeste e do Espírito Santo

Dar visibilidade com um calendário mais preenchido aos times que não disputam as Séries A e B do Campeonato Brasileiro, e participam de estaduais de pouca expressão. Com essas propostas, foi criada a Copa Verde, competição organizada pela CBF que começa a ser disputada nesta terça-feira e vai até o dia 09 de abril, com a participação de 16 clubes das regiões Norte, Centro-Oeste e do estado do Espírito Santo.

Além de servir como uma espécie de vitrine para esses times, a Copa Verde nasceu a partir da ideia de se fazer um torneio regional, semelhante à Copa do Nordeste, para clubes da região Norte. Por isso o nome faz alusão à Floresta Amazônica. Posteriormente decidiu-se ampliar o campeonato para clubes do Centro-Oeste e do Espírito Santo (que disputava a extinta Copa Centro-Oeste).

Para a maioria das equipes, a Copa Verde pode ser uma oportunidade de disputar pela primeira vez uma competição internacional. O futuro campeão garante uma vaga na Copa Sul-Americana do ano seguinte. Entre os participantes, o estado do Pará aparece com o maior número (três), seguido por Mato Grosso, Amazonas e Distrito Federal (dois cada). Os demais estados – Acre, Tocantins, Amapá, Rondônia, Roraima, Mato Grosso do Sul e Espírito Santo – possuem um representante cada.

De acordo com o regulamento oficial, a Copa Verde 2014 será disputada em quatro fases (oitavas, quartas, semis e finais), no sistema de mata-mata. O time que fizer mais pontos, ao final das duas partidas, avança para a próxima fase. Se as equipes estiverem empatadas na soma dos resultados, a vaga será decidida nas cobranças de pênaltis. Os gols marcados fora de casa valem como critério de desempate.

01 ESTÁDIOS

Entre os mais de 15 estádios que podem receber os jogos da Copa Verde 2014, três se destacam. Construídos para a Copa do Mundo 2014, a Arena da Amazônia, em Manaus, a Arena Pantanal, em Cuiabá, e o Mané Garrincha, em Brasília, custaram mais de R$ 2,5 bilhões aos cofres públicos. Em etapa final de acabamento, os dois primeiro poderão ser utilizados nas próximas fases, assim como o Mané Garrincha, que está pronto desde maio de 2013.

Arena Pantanal, Arena da Amazônia e Mané Garrinha (Foto: Montagem/Globoesporte.com)

Arena Pantanal, Arena da Amazônia e Mané Garrinha (Foto: Montagem/Globoesporte.com)

Enquanto isso, as equipes do Amazonas e do Mato Grosso vão mandar as suas partidas no Presidente Eurico Gaspar Dutra, o ‘Dutrinha’, em Cuiabá, e no Gilbertão, localizado em Manacapuru, respectivamente. No caso das equipes brasilienses, por recomendação da Fifa, o Mané Garrincha não deve receber muitos jogos antes da Copa do Mundo, para preservar o gramado.

O Espírito Santo não será uma das sedes da Copa, mas irá receber as seleções da Austrália e do Camarões, antes e durante o Mundial. Os australianos vão treinar na Arena Unimed Sicoob, antigo Engenheiro Araripe, casa da Desportiva Ferroviária. Por isso, o estádio ganhou um gramado ‘padrão Fifa’, que será inaugurado na estreia do time contra o Cuiabá, nesta quarta-feira.

Extremos

Além das arenas da Copa, a primeira edição da Copa Verde terá jogos em grandes estádios das regiões Norte e Centro-Oeste. O Mangueirão, em Belém, com capacidade superior a 40 mil pessoas, que vai receber os jogos do Remo e Paysandu, e o Morenão, em Campo Grande, casa do Cene, que pode abrigar quase 30 mil torcedores.

No outro extremo da competição há as equipes que possuem estádios com estruturas modestas e que não passam dos 5.000 lugares. São os casos do Vilhena, de Rondônia, que joga no Portal da Amazônia para no máximo 3.000 pagantes; do Interporto, que manda as suas partidas no General Sampaio, que cabem 2.000 pessoas; e do Náutico-RR, que somente após a liberação da CBF, vai atuar no Estádio Ribeirão, em Boa Vista, para até 1.207 pagantes.

Jogo foi bem disputado e o empate de 1 a 1 foi justo (Foto: Ribamar Rocha)

Estádio Ribeirão, em Boa Vista, é com a menor capacidade da Copa Verde (Foto: Ribamar Rocha)

02

CLUBES PARTICIPANTES

Header_Brasilia_690 (Foto: Arte Esporte)
Claudecir é a principal esperança de gols do Brasília (Foto: Cláudio Reis/Divulgação)
Claudecir é a principal esperança de gols do Brasília (Foto: Cláudio Reis/Divulgação)

O Brasília Futebol Clube é o time profissional mais antigo em atividade no Distrito Federal e que mais vezes disputou a Série A do Campeonato Brasileiro, com sete participações entre 1977 e 1985. Após anos fora do cenário nacional, o clube vive um período de reestruturação e vê na Copa Verde a oportunidade de consolidar o momento de ascensão.

Vice-campeão candango do ano passado, o time era comandado pelo jovem treinador Marcos Soares, de 39 anos, que fez estágio nas últimas férias com o badalado Pep Guardiola, no Bayern de Munique. Porém, neste sábado, o técnico foi demitidomesmo com a campanha invicta no Candangão, com duas vitórias, três empates e a terceira colocação, após cinco rodadas disputadas.

Com a saída do treinador, a diretoria do Colorado efetivou Luiz Carlos Souza, que teve boa participação na Copa São Paulo de Futebol Júnior 2014, quando levou a equipe Sub-20 até as oitavas de final. Com Marcos Soares, o time do Brasília vinha jogando com Artur; Tamaré, André Nunes, Márcio Santos e Kaká; Pedro Ayub e Clécio; Mateuzinho, Gilmar e Alekito; Claudecir.

Header_Brasiliense_690 (Foto: Arte Esporte)
Zé Roberto, meia do Brasiliense (Foto: Cláudio Bispo/Brasiliensefc.com.br)
Zé Roberto, ex-Flamengo e Vasco, é o principal reforço do Brasiliense (Foto: Cláudio Bispo/Brasiliensefc.com.br)

Comandado pelo experiente Reinaldo Gueldini, que está em sua quinta passagem pelo clube e é o técnico recordista em número de partidas, oBrasiliense entra na Copa Verde sonhando com o título. Finalista da Copa do Brasil de 2002 e integrante da primeira divisão do Campeonato Brasileiro em 2005, o Jacaré busca recuperar o prestígio perdido nas últimas temporadas no cenário nacional. Atualmente, o time candango disputa apenas a Série D do Brasileirão.

O principal reforço do Brasiliense assinou contrato com o clube apenas na última semana: trata-se do meia Zé Roberto, campeão brasileiro de 2009 com o Flamengo. O jogador, que não atua desde novembro do ano passado, ainda trabalha para melhorar a forma física e não deve estar pronto para estrear no primeiro jogo, contra o Interporto. Além de Zé Roberto, o elenco do Jacaré conta ainda com o volante Baiano (ex-Santos e Palmeiras) e o meia Ramon (ex-Atlético-MG e Corinthians).

O Brasiliense começou bem a atual temporada. O time está invicto no Candangão com três vitórias, dois empates e está na vice-liderança da competição, atrás apenas do Luziânia. O time base é: Welder; Bruno Paraíba, Rafael Tavares, Cauê e Léo Campos; Júlio Bastos, Everton, Ramon e Thomaz; Edicarlos e Laécio.

Elenco
Goleiros: Edson, Guto e Welder
Laterais: Bruno Paraíba, Dedé, Jorge Henrique e Léo Campos
Zagueiros: Cauê, Fábio Braz, Ferreira e Rafael Tavares
Volantes: Ederson, Baiano, Everton, Felipe e Júlio Bastos
Meias: Zé Roberto,Elivelto, Lucas, Peninha, Ramon, Thomaz e Valber
Atacantes: Daniel, Edicarlos, Formiga, Gilvan, Laécio, Luiz Carlos, Luquinhas, Mendes, Romarinho e William
Técnico: Reinaldo Gueldini

Header_cene_690 (Foto: Arte Esporte)
Gerente de futebol Paulo Telles e técnico Paulo Muller (Foto: Hélder Rafael)
Após 10 anos como preparador físico do clube, Paulo Muller foi efetivado com o técnico do Cene (Foto: Hélder Rafael)

O ano promete ser recheado para o Cene, atual campeão sul-mato-grossense. Além da Copa Verde, o Furacão Amarelo terá pela frente outras três competições. Mas, apesar de tantos compromissos importantes, o clube não recebeu o investimento financeiro desejado para formar uma equipe competitiva. O jeito foi apostar em quem veste a camisa há bastante tempo. Depois de 10 anos e quatro títulos estaduais como preparador físico pelo Cene, Paulo Muller foi efetivado como técnico.

A maioria do elenco campeão estadual em 2013deixou o clube. Permaneceram alguns nomes importantes para o time principal, como o lateral-direito Cafu, os volantes Naka e Baiano, e o meia Márcio. Um dos ídolos cenistas, o zagueiro Dubinha, retornou ao Furacão após três temporadas. No setor ofensivo, o destaque fica por conta do atacante Guilherme. O elenco conta com 25 atletas, mas outros cinco ainda devem ser contratados nas próximas semanas.

Em que pese as dificuldades financeiras do clube, a torcida cenista não tem do que reclamar do time no início do Campeonato Sul-Mato-Grossense. O Furacão lidera o Grupo A e está invicto nos cinco jogos que disputou. Até agora foram três vitórias e dois empates.

A boa campanha no estadual deve fazer com que Paulo Muller repita a escalação do time titular para a estreia na Copa Verde, diante do Brasília (DF) fora de casa. O Cene deve ir a campo com André Moreto, Guto, Maicon, Dubinha, e Cafu; Naka, Baiano, Cezinha e Biro-Biro; Erick e Guilherme.

- Sabemos que o adversário é forte, do mesmo nível que o nosso, mas vamos entrar em campo com garra em busca da classificação. Quero passar minha experiência em competições nacionais para os mais novos do grupo, e com isso ajudar o Cene a chegar cada vez mais longe – disse o volante Naka, de 33 anos, e que está no Furacão Amarelo desde 2010.

Elenco
Goleiros: André Moreto, Zé Augusto
Laterais: Cafu, Guto, Kauê, Vagner
Zagueiros: Natão, Maicon, Dubinha
Volantes: Naka, Baiano, Wellington, Márcio
Meias: Biro-Biro, Cezinha, Eduardo
Atacantes: Erick, Guilherme, Carneiro, Ramires

Header_Cuiabá_690 (Foto: Arte Esporte)
Treinador Luciano Dias (Foto: Assessoria/Cuiabá Esporte Clube)
Treinador Luciano Dias volta ao comando do clube
(Foto: Assessoria/Cuiabá Esporte Clube)

Atual campeão mato-grossense o Cuiabá iniciou a temporada 2014 da estaca zero. Do elenco que se livrou do rebaixamento à Série D na última rodada, nenhum jogador permaneceu. Mais de 20 reforços desembarcaram para as disputas do Campeonato Mato-grossense, Copa Verde, Copa do Brasil e Série C do Brasileiro.

O treinador era Gian Rodrigues, mas que durou apenas dois jogos no comando do Dourado. Após somar apenas um ponto, ele foi dispensado. Em seu lugar, Luciano Dias foi contratado para sua segunda passagem pelo clube. Em 2012, ele comandou a equipe nas últimas seis rodadas da Série C e livrou o time do rebaixamento.

- Volto empolgado pelo calendário cheio do clube. Temos essa nova competição que é muito boa para os clubes que buscam um reconhecimento no cenário nacional. Essa vaga na Sul-Americana é um chamariz grande e o Cuiabá vai em busca dela – disse Luciano.

Entre os destaques da equipe estão os zagueiros Samuel e Luis Eduardo, o atacante Caio e o lateral-direito Éder Sciola, que fez parte do grupo do São Paulo, em 2008, quando o time sagrou-se tricampeão brasileiro.

- Uma nova competição, em que o Cuiabá conquistou a vaga merecidamente, por ser o atual campeão estadual. É um torneio nacional, muito importante e estamos trabalhando forte para conseguir um bom resultado fora de casa. Esperamos conquistar uma boa vantagem para decidir no Dutra. Depois dos 180 minutos, vamos pensar na outra fase – analisou o zagueiro Samuel.

A equipe é formada basicamente por Willian Alves; Éder Sciola, Luis Eduardo, Samuel e Ruan; Natan, Bosco, Vinicius Kiss e Edilson; Éder Belém e Caio.

No Campeonato Mato-grossense, o time ocupa a terceira posição do grupo A, com quatro pontos. Nesta chave, as quatro equipes já estão classificadas à próxima fase. Na Copa do Brasil, o adversário será a Barbalha-CE.

Elenco
Goleiros: Willian Alves e Murilo
Laterais: Neno, Ruan Carlos, Éder Sciola e Rafael Frarão
Zagueiros: Samuel, Luis Eduardo, Márcio Paraíba e Gabriel
Volantes: Bosco, Vinicius Kiss, Natan, Gean e Kalil
Meias: Caio, Patrick, Edilson, Jeferson, Wele Dener e Marquinhos
Atacantes: Valdanes, Éder Belém, Athan, Renato Dias e Wanderson

Header__DESPORTIVA-FERROVIÁRIA_690 (Foto: Arte Esporte)
Desportiva Ferroviária (Foto: Vitor Jubini/A Gazeta)
Atacante Hércules e zagueiro David dividem a artilharia da Desportiva Ferroviária na temporada 2014 (Foto: Vitor Jubini/A Gazeta)

Desde que retornou às atividades, em 2011, a tradicional Desportiva Ferroviária vem trabalhando na reconstrução do futebol profissional. O clube, que nos anos 80 e 90 fez boas campanhas nas divisões de acesso do Campeonato Brasileiro, encara a participação na Copa Verde como uma oportunidade de dar mais um passo para reviver os bons momentos de um passado recente.

De olho nas disputas de nível nacional, da temporada 2014, a Tiva manteve a base do elenco campeão capixaba do ano passado e se reforçou com jogadores de destaque no futebol local. Entre os contratados estão os atacantes Hércules, Vitinho, Badinho e Regílson, o meia Marcinho, o volante Tababa, o lateral Ayrton, o zagueiro Felipe Almeida e o goleiro Reinaldo.

Em paralelo a Copa Verde, a Locomotiva Grená estará disputando o Campeonato Capixaba 2014. Na competição, que está na quarta rodada da primeira fase, a Desportiva ocupa a vice-liderança, com duas vitórias e apenas uma derrota, na estreia. Após quatro jogos oficiais disputados na temporada, incluindo a final da Copa dos Campeões do ES, o zagueiro David e o atacante Hércules dividem a artilharia da equipe na temporada, com três gols marcados cada.

No início da preparação, em novembro de 2013, o clube grená era comandado pelo técnico Marcos Magalhães. Porém, antes mesmo de dirigir o time em um jogo oficial, foi demitido. Para o seu lugar, a diretoria trouxe Eleomar Pereira, que já em sua primeira partida garantiu o título da Copa dos Campeões do ES (assista aos gols). Firmado na equipe, após quatro jogos, o novo treinador revela que a Tiva entra na Copa Verde para buscar o título.

- Não estamos entrando apenas para participar. Estamos entrando forte, e para ganhar. Sabemos da importância da competição. Os atletas estão bastante motivados, sempre falando e comentando (sobre a Copa Verde). O Léo Oliveira e o Felipe, por exemplo, que são muito importantes para a equipe, comentam a necessidade de fazer um bom jogo contra o Cuiabá. Têm chegado poucas informações sobre eles. Mas sabemos que eles não inciaram bem o estadual, teve saída de treinador e derrota na estreia – contou Eleomar Pereira.

Elenco
Goleiros: Felipe, Reinaldo e Victor
Laterais: Sorriso, Renatinho, Tatá e Ayrton
Zagueiros: David, Renan, Diego Martins, Mayko Jhordan e Felipe Almeida
Volantes: Gilmar, Tabata, Thiago, Victor Hugo
Meias: Léo Oliveira, Marcinho, Flávio Santos e Gabriel Vargas
Atacantes: Badinho, Regílson, Vitinho e Hércules
Técnico: Eleomar Pereira

Header_Interporto (Foto: Infoesporte)
Técnico do Interporto, Uidemar Oliveira, durante treino coletivo (Foto: Vilma Nascimento/GloboEsporte.com)
Técnico do Interporto, Uidemar Oliveira, durante treino coletivo
(Foto: Vilma Nascimento/GloboEsporte.com)

Saindo de um jejum de 14 anos sem título oInterporto foi campeão do Tocantinense 2013 e vai representar o Tocantins nas competições nacionais deste ano, entre elas a Copa Verde. O time está em pré-temporada desde o dia 7 de janeiro comandado sob os comandos do técnico e ex-Flamengo Uidemar Oliveira, que não mede esforços para colocar o elenco ‘na linha’.

Alguns jogadores que chegaram ao time acima do peso sentiram um pouco de dificuldade para se acostumar com o ritmo do novo técnico, mas o resultado já foi visto nos amistosos realizados em Goiás entre os dias 27 de janeiro e 4 de fevereiro. Os resultados surpreenderam o técnico, que disse estar satisfeito com a evolução do elenco que estava treinando há apenas 20 dias. De volta a Porto Nacional os trabalhos continuaram intensos e durante os coletivos Uidemar mencionava os erros que o time cometeu nos amistosos.

- A temporada em Goiás ajudou a dar uma acelerada no time, sabemos que ainda precisamos de alguns acertos principalmente no aspecto físico, mas do aspecto técnico do time eu tenho gostado. Com tudo vamos fazer um grande jogo contra o Brasiliense – afirmou.

Fábio Bala foi artilheiro do Interporto em 2013 (Foto: Vilma Nascimento/GloboEsporte.com)
Fábio Bala foi artilheiro do Interporto em 2013 (Foto: Vilma Nascimento/GloboEsporte.com)

O time montado para a temporada 2014 tem algumas ‘figurinhas’ repetidas, como o atacante Fábio Bala, ex-Fluminense e Grêmio, campeão junto com o Interporto e artilheiro do estadual no ano passado com 12 gols. Com essa fama de goleador ele espera fazer o mesmo este ano.

- Ainda não conheço o jogo do Brasiliense, mas vou fazer o melhor e se Deus quiser, fazer muitos gols também – garantiu.

E por falar em adversário, o técnico Uidemar disse que tem informações sobre o estilo de jogo do time e pretende ver de perto como é se movimenta em campo. Para a estreia Uidemar escolhe estilo 4-4-2, com a seguinte escalação: Robinho; Pedro Balu, Eraldo, Luciano e Gilberto Mineiro; Valdo, Uésley, Igor e Geovani; Lourival e Fábio Bala.

Na temporada 2014 o Interporto disputa também o Tocantinense que começa no próximo dia 22 e a estreia será contra o Colinas. No dia 12 de março o time de Porto Nacional enfrenta o Samapio Corrêa pela Copa do Brasil e por fim a Série D do Brasileirão.

Elenco
Goleiros: Roger, Robinho e Felipe
Laterais: Balu, Matheus Mendes, Gil e Luan
Zagueiros: Fábio Bahia, Heraldo, Luciano, Rodrigo e Willian
Volantes: Wesley, Valdo, Roger e Andrei
Meias: Igor, Geovane, Vinícius, Juninho e Jota
Atacantes: Fábio Bala, Lourival, Lucas Sousa e Rodolfo
Técnico: Uidemar Oliveira

Header_Mixto_690 (Foto: Arte Esporte)
Treinador Éder Taques do Mixto (Foto: Reprodução/TVCA)
Éder Taques, treinador do Mixto (Foto: Reprodução/TVCA)

Time mais tradicional de Mato Grosso com 24 títulos estaduais, o Mixto conquistou a vaga na Copa Verde pelo vice-campeonato estadual em 2013. A equipe sofreu uma grande reformulação neste início de ano. Do time de 2013, apenas o volante Kiko permaneceu. No comando técnico, já houve a primeira troca. Éder Taques assumiu a vaga deixada pelo demitido Zé Roberto, que durou apenas três rodadas no comando.

No elenco, os destaques são o goleiro Igor Lemos, que voltou ao clubes neste ano e do atacante Célio Codó, um dos destaques do Sampaio Corrêa-MA, na campanha que levou o time à Série B do Brasileiro. Além da Copa Verde, o Mixto também está na disputa da Copa do Brasil. Vai enfrentar o Santos, no dia 02 de abril, na Arena Pantanal.

- Para nós disputar um torneio desse será um grande prazer. Vamos jogar com muita vontade de vencer, pois estar na Sul-Americana é o sonho para qualquer atleta., sem contar em ter mais um título na carreira. Será uma competição bacana, e com emoção ao torcedor já que é no estilo mata-mata – disse o goleiro Igor.

Goleiro Igor do Mixto (Foto: Reprodução/TVCA)
Goleiro Igor é um dos destaques da equipe
(Foto: Reprodução/TVCA)

Segundo o treinador Éder Taques, a Copa Verde é um torneio importante para o calendário dos clubes, já que os participantes tem a chance de conquistar mais um título na temporada.

- O Mixto vai entrar para ganhar, pela sua tradição, sua força e sua torcida. Cada jogo será uma final. Vamos decidir a primeira fase em casa e a ideia é buscar um bom resultado no jogo de ida. Eu conheço bem o elenco do Vilhena-RO e sei que eles tem qualidade – afirmou Taques.

Após um início ruim no Campeonato Mato-grossense, o Mixto se recuperou e já ocupa a vice-liderança do grupo B, com oito pontos.

A equipe base para a competição é formada por Igor, Denilson, Zé Adriano, Robinho e Rogério; César Romero, Kiko, Filipe e Sandro; João Paulo e Célio Codó.

Elenco
Goleiros: Igor, Léo e Rogério
Laterais: Denilson, Rogério, Ítalo e Jairo
Zagueiros: Zé Adriano, Robinho, Douglas e Pio
Volantes: César Romero, Kiko, Pitbull, Chicão e Flatini
Meias: Sandro, Filipe, Neném, Douglas e Pedro
Atacantes: João Paulo, Célio Codó, Leandrinho, Gabriel, Patrick e João Felipe

Header_Nacional-AM (Foto: Infoesporte)
Chapinha (Foto: Adeilson Albuquerque)
Chapinha (Foto: Adeilson Albuquerque)

Um dos gigantes do futebol do norte do país, o
Nacional-AM tem um grande desafio no ano de 2014: acabar com a desconfiança do torcedor amazonense. Maior campeão do estado, o Leão da Vila Municipal, como é conhecido, luta não apenas para reconquistar sua torcida, mas também em voltar a brilhar em uma competição a nível nacional.

A equipe, que em 2013 foi uma das surpresas do futebol brasileiro, teve grande parte do elenco desfeito para a atual temporada. Entre os que ficaram, destaque para o zagueiro Rafael Morisco e o atacante Leonardo. A grande contratação foi a chegada do meia Chapinha, que brilhou com o Icasa na Série B, assim como o técnico Francisco Diá, novo comandante do Naça.

Baseado na estreia no Estadual, a pressão só aumentou. Na primeira rodada do Campeonato Amazonense, o Nacional foi derrotado pelo Borbense, recém-promovido da Série B do estado.  E os bastidores dizem até mesmo que Diá, em caso de novo tropeço, pode perder a vaga como treinador do time.

-  Estamos com uma boa esperança para a Copa Verde. Sabemos que serão jogos complicados, difíceis. É uma competição de mata-mata, não podemos esquecer disso. Então, mesmo com uma estreia negativa no Estadual, a gente espera que nesta Copa Verde a gente possa estrear bem e sair com um bom resultado neste primeiro jogo, contra o Plácido de Castro. É a primeira edição do torneio e o Nacional não poderia estar de fora, até pela campanha da Copa do Brasil ano passado – disse Chapinha

Diá tem escalado o time no esquema 3-5-2, com a seguinte formação: Vagner; Índio, Rodrigão, Morisco; Amaral, Negrete, Éder, Chapinha e Jeferson Recife; Fabiano e Leonardo.  A base deve ser mantida para a estreia na Copa Verde, já que o treinador tem como foco o título da competição.

O Nacional, na primeira partida diante do Plácido, irá atuar no estádio Gilberto Mestrinho, o Gilbertão. O local, que pertence ao Princesa do Solimões, foi escolhido pela escassez de campos no estado do Amazonas. As delegações terão que se deslocar 84 km de Manaus para Manacapuru. Com capacidade para 15 mil pessoas, o Gilbertão deverá ser utilizado apenas na primeira fase da Copa Verde.

Elenco:
Goleiros: Vagner, Jairo e Douglas
Laterais: Amaral, Rodrigo Ítalo, Fabinho, Daylson e Jeferson Recife
Zagueiros: Índio, Rodrigão, Rafael Morisco, Luan
Volantes: Negrette, Nando, Diego Alan, Ramon e Romarinho
Meias:  Chapinha, Ribinha e Eder
Atacantes: Leonardo, Eric Vinicius, Fabiano e Douglas

Header_Náutico-RR (Foto: Infoesporte)
Thiago é aposta do Alvirrubro na criação das jogadas (Foto: Herianne Cantanhede/GloboEsporte.com)
Thiago é aposta do Alvirrubro na criação das jogadas (Foto: Herianne Cantanhede/GloboEsporte.com)

O Náutico-RR mudou quase toda a equipe da campanha vitoriosa de 2013, quando o Alvirrubro de Caracaraí, como é conhecido, conquistou o Campeonato Roraimense. Permaneceram no clube apenas cinco jogadores e mais 13 chegaram para reforçar o elenco. O treinador Fábio Luiz, também recém-chegado, encontra dificuldades para montar o time antes da estreia na Copa Verde contra o Paysandu, dia 11, às 19h30 (horário de Brasília), no estádio Ribeirão.

Permaneceram no clube apenas o goleiro Stanley, os zagueiros Vicente Tomaz e Elton, o volante Eduardo, além do atacante Laércio. Os reforços vieram de diversos lugares do país, entre eles o Goleiro Dida, que vem do Nacional (AM) e já jogou no Vasco e que chega com status de titular no time roraimense. O meia-atacante Thiago, ex-Arsenal (MG) é outro destaque recém-contratado pelo Alvirrubro.

O time roraimense começou a preparação para a temporada 2014 no dia 13 de janeiro, com parte do elenco sendo formado paralelamente aos treinamentos. A dificuldade no planejamento, aliada a falta de ritmo de jogos oficiais (Campeonato Roraimense começa dia 8 de março, mas a tabela ainda não foi definida) faz o comandante do Alvirrubro colocar o Paysandu como franco favorito.

- Espero um jogo difícil, porque eles são os favoritos para o jogo em função da qualidade técnica deles, a condição de trabalho que é melhor e por eles estarem em uma evolução técnica bem maior. Já fizeram sete jogos no Paraense e esse vai ser o nosso primeiro jogo oficial neste ano – Fábio Luiz.

Aposta

Entre as 13 contratações do Náutico-RR para a Copa Verde, o meio-campista Thiago, 26, é um dos que inspira esperança na comissão técnica do Alvirrubro. O último clube do jogador foi o Arsenal (MG) e ele quer usar o próximo desafio para aparecer no futebol nacional.

- Venho da segunda divisão de Minas Gerais e já rodei por vários times do futebol brasileiro. Estamos (Náutico-RR) trabalhando forte para fazermos um bom papel e quero ser visto na Copa Verde, que é uma vitrine – conta o meio campo.

Elenco
Goleiros: Dida e Stanley
Laterais: Souza, Marabá e Leandro
Zagueiros: Elton, Claiton e Vicente
Volantes: Eduardo e Natal
Meias: Alex, Val, Jackson, Thiago e Franklin.
Atacantes: Laércio e Bruno e Soldado

Header_materia_PARAGOMINAS (Foto: Infoesporte)
O técnico Cacaio admitiu que sua equipe não jogo bem (Foto: Alberto Rolla/GLOBOESPORTE.COM)
Cacaio, técnico do Paragominas (Foto: Alberto Rolla/GLOBOESPORTE.COM)

O Paragominas entra na competição como caçula. Fundado em 2012, a equipe do interior do Pará – cerca de 300 km de distância de Belém – ganhou direito a vaga após conquistar o vice-campeonato paraense de 2013.

O treinador Cacaio tem uma equipe modesta, mas mesmo assim conseguiu colocar o Jacaré do Norte nas semifinais do Parazão deste ano, sendo eliminado pelo Paysandu. O time que vem atuando tem Paulo Wanzeler, Rondinelli, Renan, George e Mauryan; Diego Carioca, Paulo de Tarcio, Lourinho e Fabrício; Rafael e Aleilson.

- Será a segunda competição nacional que iremos disputar na história do clube. Já mostramos o nosso valor na Série D em 2013 realizando boa campanha, e vamos continuar querendo ser a pedra no sapato dos grandes. Estamos preparados – garantiu Cacaio, treinador do Paragominas.

Elenco
Goleiros: André Luis, Redson, Paulo Roberto e Paulo Wanzeler.
Zagueiros: Renan, George, Vitor Hugo, Hallyson e Thiago Bala.
Laterais: Magno, Rondinelle, Pablo, Mauryan e Gilbertinho,
Volantes: Paulo de Tarcio, Robinho, Diego Carioca, Sandro e Adelson, Lucas Gaia.
eias: Fabrício, Robson, João, Luquinha, Lourinho, Weliton.
Atacantes: Aleílson, Rafael, Adriano Mirando, Buiu, Lucas Sheldon, Andrey, Caica.

Header_materia_PAYSANDU (Foto: Infoesporte)
Heverton foi apresentado oficialmente nesta quinta-feira (Foto: Reprodução / TV Liberal)
Pivô da briga entre Portuguesa e CBF, Heverton é um dos reforços do Papão para a temporada 2014 (Foto: Reprodução / TV Liberal)

Um dos candidatos ao título da Copa Verde é oPaysandu. Após o rebaixamento para a Série C, o Papão viveu dias de tristeza com sua torcida, que só terminaram após a vitória por 2 a 1 no clássico contra o Remo, pela quinta rodada do Campeonato Paraense.

O atacante Lima, com sete gols em sete jogos, é o principal nome da equipe do treinador Mazola Junior, que teve dificuldades na montagem do elenco por conta da demora nas contratações. Mesmo assim, os bicolores conseguiram chegar até as finais da Taça Cidade de Belém, que equivale ao primeiro turno.

O lateral-direito Yago Pikachu, que passou a ser usado como atacante, e o meia Héverton, pivô da briga entre Portuguesa e CBF, são outras atrações do Papão, que deve alternar seus jogos na Copa Verde no Mangueirão e Curuzu. O time tem atuado com Matheus; Djalma, Charles, Pablo e Airton; Augusto Recife (Vanderson), Zé Antônio, Bruninho e Héverton; Lima e Yago Pikachu.

- A Copa Verde será importante para o nosso currículo no futebol, porém, a dificuldade será enorme, pois estaremos disputando o estadual. Mas o grupo está seguro e vamos entrar nesta competição para conquistar o título – disse Djalma, meia que vem sendo utilizado na lateral.

A estreia do Papão na Copa Verde acontece nesta terça-feira, contra o Náutico-RR, a partir das 22h (horário de Brasília), no Estádio Raimundo Ribeiro, em Roraima.

Elenco
Goleiros: Paulo Rafael, Matheus, Paulo Ricardo, Paulo Eduardo e João Gabriel
Zagueiros: Marquinhos, João Paulo, Leandro Silva, Charles, Pablo e Lacerda
Laterais: Yago Pikachu, Caio e Airton
Volantes: Vanderson, Ricardo Capanema, Romário, Zé Antônio, Chileno, Murilo e Augusto Recife
Meias: Lineker, Djalma, Helisson, Bruninho e Héverton
Atacantes: Heliton, Bruno, Dennis, Lima, Leandro Carvalho e Thiago Silva

Header_Plácido-de-Castro (Foto: Infoesporte)
Douglas Alves, ex-Galvez, é uma das apostas do Tigre (Foto: João Paulo Maia)

Campeão acreano 2013 de forma surpreendente, oPlácido de Castro entrou no futebol profissional há seis anos e busca espaço no cenário nacional. Entre a dificuldade de recursos financeiros e a vontade de ir longe, o representante do Acre entra na Copa Verde para voltar a surpreender.

Apesar das dívidas, conseguiu manter parte do elenco de 2013. Entre os principais jogadores, o clube renovou com o zagueiro Gilson, o meio-campo Renatinho e o atacante Sandro Goiano. No comando técnico, o time trocou Nilton Nery por Carlinhos Minaçu, que foi preparador físico nos dois últimos anos e vai encarar o desafio de treinador.

Uma das apostas do Tigre do Abunã neste início de temporada é o novo camisa 10 do time: o meio-campo Douglas. O jogador de 25 anos já defendeu Juventus-AC, Rio Branco e Galvez, sendo destaque por onde passou. Agora, tem o desafio de comandar o setor de criação do Plácido.

- Por ser uma competição nacional estamos nos preparando forte e nosso time está pronto. Nossa intenção é passar de fase, primeiro por esses dois jogos contra o Nacional-AM. Não adianta pensar lá na frente, tem que ser um passo de cada vez e ir até onde conseguir – comentou Douglas.

A pré-temporada começou ‘atrasada’. O elenco placidiano se apresentou no dia 20 de janeiro, menos de um mês para a estreia. Com o estádio José Ferreira, o Ferreirão, no município de Plácido de Castro, sem condições para receber jogos, o Tigre tem como ‘casa’ o Florestão, em Rio Branco. A estreia no Campeonato Acreano será contra o Vasco-AC, no dia 16 de março, na abertura do torneio. O Plácido ainda não jogou uma partida oficial em 2014.

Elenco
Goleiros: Darlan e Diego
Laterais: Íris, Layo e Zagalo
Zagueiros: Gilson, Gato e Pé de Ferro
Volantes: Joel, Rogério e Zé Nilton
Meias: Renatinho, Dênis, Francisco, Gustavo e Douglas
Atacantes: Neto, Edilson ‘De La Coe’, Renan Plácido e Sandro Goiano
Técnico: Carlinhos Minaçu

Header_Princesa-do-Solimões (Foto: Infoesporte)
Marcos Piter - técnico Princesa do Solimões (Foto: Isabella Pina)
Marcos Piter quer fazer história com o Princesa (Foto: Isabella Pina)

Atual campeão amazonense, o Princesa do Solimões inicia sua campanha na Copa Verde em meio a uma temporada atípica. O Tubarão do Norte conquistou seu primeiro título estadual em 2013 e terá, neste ano, quatro competições pela frente, o que exigiu um investimento ‘de peso’ da diretoria.

O projeto começou com a manutenção de grande parte do elenco. Cerca de 85% dos jogadores que estiveram no clube no último ano foram mantidos, assim como o técnico Marcos Piter. O plantel possui 28 jogadores, mas as principais estrelas do time seguem sendo o atacante Marinelson, com passagem pelo futebol paulista, o centroavante Nando, os meias Michel Parintins e Fininho e o zagueiro He-Man.

O início no Campeonato Amazonense não foi como a torcida esperava. Jogando em Manacapuru, no mesmo Gilbertão que será palco do duelo contra o Santos (AP), o Princesa ficou no empate com o Manaus. O ponto positivo é que o time, que por três vezes ficou atrás no placar, teve forças para buscar a igualdade.

Um novo tropeço no estadual pode obrigar Piter a mudar algumas peças no time titular, mas a tendência é que ele inicie o duelo contra o time do Amapá com Rascifran, Clemilton, Lídio, Flávio e Clayton He-Man; Amaral, Rondinelle, Fininho e Michell Parintins; Nando e Marinelson.

- Ainda não tenho informações sobre o Santos, mas a verdade é que a competição é muito especial para nós. Temos uma expectativa muito grande e até mesmo a curiosidade em participar de um torneio desse porte. Temos jogadores experientes, e isso é fundamental para esse tipo de campeonato – afirmou Piter.

Elenco
Goleiros: Raiscifran e Milton
Laterais: Alberto, Geovane, Clemilton e Grow
Zagueiros: Tiago Brandão, Piru, He-man, Lídio, Reginaldo e Flávio
Volantes: Amaral, Baé, Rondinele, Deurick e Rithison
Meias: Delciney, Toró, Fininho, Rael, Michel Parintins
Atacantes: Nando, Charles, Canutama, Neto e Marinelson

Header_materia_REMO (Foto: Infoesporte)
Charles Guerreiro - técnico do Remo (Foto: Marcelo Seabra/O Liberal)
Charles Guerreiro, técnico do Remo (Foto: Marcelo Seabra/O Liberal)

O Clube do Remo é outro forte candidato ao título da Copa Verde. Dono de uma das torcidas mais fanáticas do Brasil, o Leão fez um investimento altíssimo para a temporada 2014, apostando em jogadores como o volante Dadá, ex-Náutico, os meias Athos, ex-Chapecoense, e Eduardo Ramos, ex-Paysandu, além do atacante Leandrão, ex-ABC e Botafogo.

O treinador Charles Guerreiro é o responsável por comandar a equipe que está na final da Taça Cidade de Belém, que equivale ao primeiro turno, contra o Paysandu. Como a maioria dos reforços só se apresentou no início do ano e o Parazão começou no dia 12 de janeiro, o time vem oscilando na temporada e ainda não passou a confiança necessária para a torcida.

- Estamos focados nesta competição. Já conversei com o elenco e estamos centrados para garantir o título – disse Charles Guerreiro.

O time que vem sendo usado tem atuado no sistema 4-4-2, com Fabiano; Diogo Silva, Max, Rogélio e Alex Ruan; Dadá, Jhonnatan e Eduardo Ramos; Thiago Potiguar, Leandrão e Zé Soares. Remo estreia na Copa Verde contra o Paragominas, dia 13 de fevereiro, na Arena Verde, em Paragominas. O jogo da volta está programado para o dia 20 do mesmo mês, no Mangueirão, em Belém.

Elenco
Goleiros: Fabiano, Jader e Maycki Douglas.
Zagueiros: Henrique, Carlinhos Rech, Igor João, Rubran, Rogélio e Max.
Laterais-direitos: Diego Silva e Levy.
Laterais-esquerdos: Alex Ruan e Rodrigo Fernandes.
Volantes: André, Jhonnatan, Nadson, Dadá, Bruno Arrabal e Ilailson.
Meias: Ted, Ratinho, Rodrigo, Eduardo Ramos, Athos e Thiago Potiguar.
Atacantes: Val Barreto, Leandro Cearense, Guilherme, Zé Soares e Leandrão.

Header_Santos-AP (Foto: Infoesporte)
Hector Vasques, jogador uruguaio do Santos-AP (Foto: Globoesporte.com)
Hector Vasques, jogador uruguaio do Santos-AP (Foto: Globoesporte.com)

O Santos-AP intensificou os treinamentos durante os meses de dezembro e janeiro para a estreia na Copa Verde contra o Princesa do Solimões, em Manaus, dia 12 de fevereiro. Para garantir uma boa campanha na competição, o clube amapaense fez pelo menos 16 contratações, para reforçar o elenco.

Entre os destaques, está o jogador uruguaio Hector Anselmo Vasques, que chega com a missão de compor o setor defensivo do ‘Peixe da Amazônia’. Já treinando, Vasques diz que a meta é levar o clube alvinegro amapaense à classificação no novo campeonato.

- Minha expectativa é fazer uma boa atuação no Santos, espero muito que possamos chegar a final do campeonato. O atacante Acosta é meu amigo, e por isso estamos aqui – declarou o jogador.

Os jogadores Sandro Monteiro e Marcus Vinicius são outros reforços apresentado pelo Santos. Ambos vêm do futebol nordestino e trazem referências e com participação em grandes competições. Sandro é lateral esquerdo e atuou recentemente no futebol baiano pelo Juazeirense. Já o quarto zagueiro do Marcus Vinicius vestiu a camisa do Lagarto, de Sergipe, e terá a responsabilidade de organizar o setor do time santista.

O técnico santista Jásson Rodrigues afirma que o esquema tático será reformulado com os novos reforços. O treinador também já pensa na Copa do Brasil e na Série D do Campeonato Brasileiro. O time do Amapá também busca o bicampeonato estadual, que inicia no dia 15 de março.

Nova casa

O clube deve fazer os jogos no estádio Milton de Souza Corrêa, o ‘Zerão’. Em obras há seis anos, o estádio – conhecido pela linha central do campo ser a Linha do Equador, que divide o planeta em dois hemisférios – deverá ser reinaugurado no dia 15 de fevereiro. A capacidade do espaço é para o público de cinco mil torcedores. A primeira partida do Santos no Zerão é o jogo de volta contra o Princesa do Solimões pela Copa Verde, marcado para o dia 19 de fevereiro.

Elenco
Goleiros: Diego, Zé Maria e Darlan
Laterais: Gil Bala, Romarinho, Maícon Gaúcho, Sandro Monteiro, Esquerdinha
Zagueiros: Hector Anselmo, Macus Vinicius, Bruno Oliveira, Roberto Assis
Volantes: Pretão, Diego Luiz, Andre Cabeça
Meias: Daniel Vilela, Vicente Junior, Sandro Monteiro, Cabralzinho, Willian Fazendinha, Fabinho
Atacantes: Rodriguinho, Jean Marbaixo, Gabriel Apolo, Everton, João Olavo, Tiquel
Técnico: Jason Rodrigues

Header_vilhena (Foto: Infoesporte)
Cabixi e Edilsinho são esperanças de gols do Vilhena (Foto: Shara Alencar/GLOBOESPORTE.COM)
Edilsinho é aposta da equipe (Foto: Shara Alencar)

No embalo da conquista recente do título estadual em 2013, o Vilhena Esporte Clube (VEC) começa o ano cheio de esperança. Enquanto aguarda o início do Rondoniense (23 de fevereiro – Vilhena x Rolim de Moura), a primeira missão será a Copa Verde, no dia 12, quando enfrenta o Mixto-MT, no estádio Portal da Amazônia, em Vilhena (RO). Competição que o Lobo do Cerrado, como é conhecido, encara como uma oportunidade de se destacar no cenário nacional.

Depois de recusar a participação na Série D de 2013, por falta de recursos financeiros, o VEC virou o ano com mudanças na diretoria. Jogadores que atuaram na campanha da Série D 2012 e Rondoniense 2013 foram repatriados. Alex Barcelos, Edilsinho e Cucaú foram alguns desses jogadores que participaram da campanha que marcou o futebol rondoniense, quando o Vilhena chegou até as oitavas de final na Série D, pela primeira vez na história de um clube do estado.

Além deles, o técnico que comandou a equipe no tetracampeonato estadual, Marcos Birigui, velho conhecido do futebol mato-grossense, que estava no Sorriso-MT, retornou à equipe. Novamente dirigindo o Vilhena, o treinador revela que tem um time ofensivo e entrosado.

- É um campeonato importante para o time. Por ser a primeira Copa Verde, com certeza irá entrar para a história do clube. Existem bons times nesta competição e por isso queremos ir o mais longe possível no campeonato. A nossa equipe é ofensiva e joga sempre buscando de gols. De todos os jogos que a equipe disputou no meu comando apenas um acabou sem marcar nenhum gol. Esse é o tipo de equipe que eu gosto. A preparação está sendo acima do esperado, a equipe está bem entrosada. A maioria dos atletas já me conhece e joga comigo há mais de um ano – relata Birigui.

A Copa Verde será o primeiro teste, importante, para o Vilhena na preparação para a Copa do Brasil. O time rondoniense recebe o Palmeiras em março e, por isso, o Estádio Portal da Amazônia recebe melhorias, mas que não devem estar prontas para a estreia do time na Copa Verde. A capacidade não deve passar de 3 mil pessoas, sentadas.

Elenco
Goleiros: Douglas e Wagner
Laterais: Igor Pontes e Maycon
Zagueiros: Marinho, Júnior, Tiago Silva, Alex e Tayron
Volantes: Almir, Willian Santos, Cucaú e Carlinhos
Meias: Edilsinho, João Vitor, Alex Sorocaba e Rocha
Atacantes: Buda, Jailson e Roalace
Técnico: Marcos Birigui

Fonte: globoesporte.globo.com

Os comentários estão encerrados.

Últimas Notícias:

";