Google+

Apoio:

Parceiros:

Estádio das Dunas – Natal

Natal - Estádio das Dunas

© LOC

Desde o ano de sua construção, 1972, o estádio João Cláudio de Vasconcelos Machado, o Machadão, abrigou no bairro Lagoa Nova os maiores jogos de futebol da capital do estado do Rio Grande do Norte, sobretudo aqueles envolvendo seus três maiores times – o ABC, que disputou a Série A do Campeonato Brasileiro pela última vez em 1985; o Alecrim (1986) e o América (2007).

Para que a capital potiguar se tornasse uma das 12 sedes da Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014™, porém, era necessária uma estrutura maior e mais moderna. A solução encontrada foi demolir completamente tanto o Machadão quanto o ginásio anexo Humberto Nesi, conhecido como Machadinho.

O resultado é o projeto do Estádio das Dunas, cuja referência a uma das atrações naturais mais impressionantes da região de Natal não se limita ao nome, mas também à ousada construção ondulada que imita dunas de areia.

A Arena das Dunas chegou a 50% dos trabalhos concluídos em dezembro de 2012. As vigas de sustentação do setor oeste do anel superior da arquibancada – as vigas-jacaré – começaram a ser instaladas. No anel inferior, já estão terminados os setores oeste e sul. O setor leste está em fase de finalização. A instalação da rede de ar condicionado e a construção dos banheiros também já foram iniciadas. A entrega do estádio está prevista para dezembro de 2013. São 1,2 mil trabalhadores no canteiro de obras para erguer o estádio, palco de quatro partidas que receberá na Copa do Mundo de 2014, todas válidas pela primeira fase do torneio. O quarto jogo na arena é o que promete atrair mais atenções. Em campo estará o cabeça de chave D1, disputando a última rodada do grupo.

» Confira o panorama das obras da Copa do Mundo em dezembro de 2012
» Galeria de fotos, com opção de download em alta resolução
>> Confira os horários dos jogos da Copa do Mundo 2014 em Natal

O estádio da capital potiguar terá capacidade para 43 mil torcedores, sendo 10 mil assentos removíveis. A previsão de entrega do projeto é para dezembro de 2013. O investimento na construção da nova arena, que tomou o lugar do antigo “Machadão”, demolido, será de R$ 350 milhões, sendo que R$ 250,5 milhões virão de financiamento federal.

» Confira documento detalhado sobre o andamento das obras em Natal

 

Jobson Galdino/ ME/ Portal da Copa/ Dezembro de 2012

Jobson Galdino/ ME/ Portal da Copa/ Dezembro de 2012#

 

MOBILIDADE URBANA

A capital potiguar conta com investimentos de R$ 1,69 bilhão, dos quais R$ 757,5 milhões de financiamento federal. Os recursos locais são de R$ 321,3 milhões, e os federais diretos de R$ 236,1 milhões. A iniciativa privada entra com R$ 375,4 milhões. No total, a cidade receberá oito intervenções em infraestrutura.

Dois projetos de mobilidade urbana estão em andamento, com ações divididas entre os governos municipal e estadual. O primeiro eixo prevê a integração entre aeroporto, Arena das Dunas e setor hoteleiro. O segundo compreende o prolongamento da via Prudente de Morais, importante acesso ao estádio. A estimativa de conclusão dos trabalhos é em dezembro de 2013.

AEROPORTO

Um dos principais desafios potiguares até 2014 é terminar o Aeroporto de São Gonçalo do Amarante, o primeiro terminal federal a ser entregue à iniciativa privada. “Dentro do prazo da concessão para executar a obra vamos tentar fazer o mais rápido possível. É nosso interesse ter o aeroporto operacional no momento em que vai ter pico de tráfego, exatamente na Copa do Mundo”, afirmou José Antunes Sobrinho, executivo da Engevix, empresa que ganhou o leilão para administrar o complexo pelos próximos 25 anos.

NA ESQUINA DO CONTINENTE

A terra do folclorista Luís da Câmara Cascudo está encravada na esquina da América do Sul e nasceu dos esforços de colonizadores portugueses contra piratas franceses e índios potiguares. O nome da cidade – que entre 1633 e 1654 chegou a se chamar Nova Amsterdã por invasores holandeses – tem duas origens citadas: uma se refere à data de entrada da esquadra portuguesa no Rio Potengi, em 25 de dezembro de 1597; outra cita a demarcação do lugar primitivo da cidade, feita por Jerônimo de Albuquerque em 25 de dezembro de 1599.

O fato de ser uma metrópole próxima da Europa e da África faz de Natal uma das portas de entrada mais conveniente para turistas originários desses continentes. Com pouco mais de 800 mil habitantes e Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) de 0,788, a capital do Rio Grande do Norte fica no extremo nordeste do Brasil e atrai turistas pela beleza das praias e dunas, temperatura média de 28 graus Celsius e marcos históricos que remetem à fundação da cidade, no fim do século 16.

Em 2010, Natal recebeu mais de 2 milhões de visitantes, número que poderá chegar a 3 milhões no ano da Copa. Para se adaptar ao aumento do fluxo de turistas, o governo e a iniciativa privada pretendem investir em melhoramentos do sistema viário, na ampliação do aeroporto e na rede hoteleira, hoje com cerca de 26 mil leitos.

A cidade tem três times de maior visibilidade: ABC, América e Alecrim.

RAIO-X

Estado: Rio Grande do Norte
Fuso horário: -3h GMT
Aeroportos: Internacional Augusto Severo e São Gonçalo do Amarante (em construção)
PIB: R$ 7.508.466
Área: 170,298 km²
População: 806.203 hab.

Maquete Eletrônica:


 

Fonte: www.copa2014.gov.br

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Últimas Notícias:

";